segunda-feira, abril 25

A vida

O banho morno acarinha a pele.
O café quente acalenta a alma.
O Sol no céu alegra o dia.
O sorriso franco anima a jornada.
O abraço terno afaga por dentro.
O abraço forte ajuda a aprumar.
O olhar direto alerta os sentidos.
O beijo caliente me acende inteira.
A indiferença abala a crença.
A briga à toa atazana um pouco.
A briga séria antecipa o inferno.
A reconciliação ata novamente.
A morte apaga tudo.
A fé anuncia a luz.
A falta de fé avista o fim.

3 comentários:

Leonardo B. disse...

[a toda a vida se condensa na palavra, o todo o rascunho do peito]

um imenso abraço, Carina

Leonardo B.

Patricia Zanin disse...

Que lindo o poema, Carina.

No fluxo da vida!

Beijão,
Patrícia

carina paccola disse...

Obrigada!!
bj