quinta-feira, maio 10

Com aveia, com afeto

Com sete filhos, minha mãe tinha muitas opções de viagem. Embora tivesse sua própria casa, ela ficava alguns períodos com cada um de nós. Quem a recebia, tinha que ter na cozinha alguns produtos básicos: açúcar mascavo, aveia, banana, pão integral.

Mas não era assim tão fácil. O açúcar tinha que ser o mais escuro que você encontrasse. Se não, nem adiantava. Se você comprasse um clarinho, depois ia ter que ir atrás de um mais escuro. O mesmo acontecia com a aveia, que tinha que ser em flocos grossos. Banana tinha que ser nanica, não muito madura. E o pão, de preferência da marca Nutrella sabor iogurte, cenoura e mel. Ela até aceitava outro se não tivesse este.

Com o tempo, tornou-se natural atender a esses pedidos. Em 2005, nos dois meses que ela ficou em casa, em Brasília, até me habituei a comer aveia diariamente. E também passei a preferir os flocos grossos.

Em junho do ano passado, já em Londrina, ela foi morar em minha casa. Foi um exercício mútuo de paciência e tolerância. E um clima de muito afeto. Até que ela me surpreendeu: Eu quero aveia de flocos finos. Sem entender direito, não deixei faltar nenhum tipo de aveia na prateleira.

Um dia, no supermercado com minha irmã, eu procurava aveia para a minha mãe. Minha irmã lembrou: Tem que ser de flocos grossos. Eu expliquei: Não, agora ela quer de flocos finos. Nós rimos.

Agora leio uma matéria que fala que o farelo de aveia (os flocos finos) traz mais benefícios à saúde do que a aveia de flocos grossos. Minha mãe sabia das coisas. Na próxima compra, eu já vou trocar a textura da aveia. Vou fazer questão dos flocos finos.

Imagem: ©Malka 2002

5 comentários:

Luciana disse...

...mamão, pão integral, aveia, queijo branco e leite bem quente fazem parte do meu café da manhã, exemplos de saúde q a mamãe deixou, não sei se choro ou se rio, só sei que queria servir esse café pra ela.
bjos
sua irmã Luciana

carina paccola disse...

Oi, Lu, fiz uma sopa tão boa agora à noite que fiquei com saudades de quando vocês estavam aqui.
beijos

Cristiana Soares disse...

Carina, eu adorei esse post! E olha só a coincidência; eu tenho consumido muito aveia. Flocos finos e farinha. Flocos inteiros na granola. Sua mãe não ia passar vontade aqui em casa :-)

carina paccola disse...

Cris, aveia faz bem. Eba! Agora quando for na sua casa, eu já sei que tem...
beijos

Anônimo disse...

quello che stavo cercando, grazie