sexta-feira, março 16

Os amores que se vão...

É tão bom quando o amor, que já acabou, acaba definitivamente de verdade. Porque às vezes o amor acaba na prática, não existe mais a relação amorosa, mas ele continua ali, subjacente, dormente, e de vez em quando dá sinais de vida. Que são reconhecidos com um " Pqp, você, aqui, ainda? Já era pra você estar bem longe de mim."

E eis que um belo dia, que nem precisa ser belo de verdade, pode ser até um dia cinzento, chuvoso, em que você se olha no espelho e nem se sente assim bonita, em que você nota que sua cara já traduz a sua idade. Pois bem, até mesmo nesse dia, você se dá conta de que aquele amor, aquele que quando se foi você pensou que fosse morrer (não, você não pensou isso porque você já sabia que havia perdido muitos outros amores e que não morreu, felizmente, nenhuma vez), mas de qualquer forma, aquele amor que arrancou muitas lágrimas, uivos e gemidos, finalmente se foi. E não porque apareceu outro pra substitui-lo, mas porque ele apagou, definhou e sumiu. Evaporou. Porque não havia sido alimentado e porque esse é o destino dos amores que não são mais alimentados.

Ufa! Que bom!

6 comentários:

sha disse...

ééé, e é melhor ainda quando, sem querer, alimentamos eles ao contrário. alimentamos o sentimento de: ainda bem que acabou!
rs
bjo

ester disse...

Vou indicar esse texto pra uma amiga, que espera pra ver que "a dor é tão velha que pode morrer".

Rodolfo Brandão disse...

Pois então, esse lance de amores mal acabados, de vez enquando me bate a porta. E na vontatde de ligar e conversar, voc}ê cai na real de que ela pode não estar afim ded conversra contigo.

Simplesmente por estar em outra empreitada amorosa. Ou mesmo, por você saber que ela não curti mais suas idéias.

As dúvidas que recaem dessas vezes que me lembro dela é, a seguinte:
Quando Isso vai acabar?
será que eu sempre vou me lembrar dela?

Carina sei que voc~e não é uma psicóloga, mas acho legal que você pudesse me responder algo a respeito, quando der na telha...

De modo geral achei o texto muito similiar a uma crônica. Gosto mais desse geito que vc escreveu aii.

carina paccola disse...

Puxa, fiquei tanto tempo longe daqui, sem dar nenhuma respostinha que a Sha até me mandou um e-mail perguntando se eu não ia escrever nada pro Rodolfo.
Difícil dar conselhos, ainda mais no campo amoroso. Já faz tanto tempo, né, Rodolfo, que talvez você até já tenha procurado a moça e tenha se reconciliado com ela, ou então arrumou um outro amor... Siga seu coração e seja sincero com ela. Mas se ela estiver firme em sua decisão de não mais ficar com vc, deixe pra lá e parta pra outra...
Boa sorte

carina paccola disse...

Ester, espero também que sua amiga já tenha superado suas dores de amores...
Um beijo

yessyka rayane disse...

parabens para escrever com coraçao aberto e com palavras saiba ja passou por esta fase e sei que talvez tenha que passar de novo,mais a cada nova manha um novo dia uma nova chance uma nova historia,continue assim que tua sabedoria desenvolva para melhor para o futuro da eternidade que e a nossa realidade; com carinho yessyka.