terça-feira, dezembro 18

Viagem a Darjeeling

Eu amo cinema. A infinidade de opções para assistir a bons filmes é uma das coisas de que sinto falta de Brasília. Em Londrina, a programação é muito pobre. Dá até dó. Eu evito consultar na internet os filmes em cartaz em Brasília pra não me sentir mal.

Quando eu viajo fico escolhendo a dedo algum filme que sei que nunca passará nas grandes telas londrinenses. Assisti a Viagem a Darjeeling, que conta a história de três irmãos malucos que viajam juntos de trem pela Índia. O mais velho (que quer controlar tudo) organizou a viagem para eles reencontrarem a mãe (Anjélica Houston), que os abandonou e virou monja. Mas, no transcorrer da história, eles vão é tentando reencontrar a si mesmos. É lindo o filme. No início, tem um curta maravilhoso, do encontro de um dos irmãos com a mulher que ele ama. É lindo: o diálogo entre os dois amantes; o silêncio. Tudo é lindo. O filme tem ótimos diálogos. Tem situações engraçadas. E também momentos dolorosos, mas que não deixam o filme pesado. A trilha sonora também é maravilhosa. Eu queria um cd com essa trilha sonora.

(Eu sei que jamais seria crítica de cinema porque meus comentários limitam-se a dize:r É lindo. É maravilhoso...)

Eu gostei tanto do filme que desisti de assistir a mais um, em seguida, como eu e minhas amigas havíamos planejado. É que eu estava tomada de tanta beleza que queria reter por mais tempo a história e a música em minha mente. Eu queria amar ainda mais um pouco o filme. E não trocá-lo por outro assim imediatamente.

5 comentários:

Carlos Luz disse...

oi Carina....tudo bem???
espero que você tenha um ótimo natal e um 2008 com muitas realizações...
abração!!!

Graziella Nunes disse...

que bom que eu estava ao seu lado! beijo

Cristiana Soares disse...

Nossa, Carina, aconteceu exatamente isso comigo noutro dia... eu não querer trocar de filme... reter na cabeça... foi com "Crazy". Se um dia puder, veja-o.

Debora disse...

Olá Carina, eu sou Débora de Brasilia, e gostaria de dividir com você o deleite de ver esse filme.. Não é a toa que já vi três vezes!!! Amei... é maravilhoso, e como tenho vontade de ir à India, fiquei mais maravilhada ainda com tanta beleza que o diretor retratou. O modo dele mostrar a Índia e seus costumes foi fabuloso. Também estou atrás da trilha sonora do filme. Só baixei a música Les Champs Elysees, do final do filme, no Emule. Mas quero comprar o CD!! Abraços, Débora. (deboraantonio@hotmail.com)

carina paccola disse...

Oi, Debora, tomara que eles lancem um CD com a trilha sonora, porque as músicas são realmente lindas. O filme é mesmo tocante. Adoro ir ao cinema em Brasília - aqui em Londrina a programação é bem devagar. Ontem assisti a Meu nome não é Johnny. Adorei.
Obrigada pelo seu comentário.
Abraços